Megashow sul-africano é cancelado por problemas de produção

Megashow sul-africano é cancelado por problemas de produção

JOHANESBURGO (Reuters) – O show de conscientização sobre a Aids com a presença de várias estrelas internacionais que ex-presidente sul-africano Nelson Mandela estava promovendo foi cancelado por problemas envolvendo direitos de transmissão e patrocínio, segundo informou seu porta-voz no sábado.

Macy Gray, Shaggy e o cantor Bono, do grupo U2, eram esperados para o show, marcado para ocorrer no dia 2 de fevereiro em Robben Island, Cidade do Cabo, a antiga prisão da época do apartheid onde o ex-presidente da África do Sul passou 18 anos detido.

Mas a Nelson Mandela Foundation afirmou ter cancelado na sexta-feira o show, programado ser transmitido para o mundo todo, porque seu produtor não conseguiu o patrocínio apropriado nem os direitos de transmissão.

O objetivo era televisionar o show e exibi-lo no mundo todo para dizer às pessoas que o planeta estava unido na luta contra o HIV/Aids, porque elas vêem o impacto que isso tem nos direitos humanos,” disse a porta-voz de Mandela à Reuters, Zelda La Grange.

Nós provavelmente poderíamos adiar o concerto… mas no final das contas você não quer manter o show e não atingir seu objetivo,” acrescentou. Segundo La Grange, a fundação está considerando organizar um outro show no futuro.

O concerto seria televisionado no para o mundo todo, e o dinheiro arrecadado iria para a fundação, para o trabalho envolvendo a Aids da Organização das Nações Unidas (ONU) e para o Museu de Robben Island.

Mandela, que já confessou ser difícil dizer a palavra “camisinha” em público, tornou-se um dos principais ativistas de combate ao HIV/Aids na África do Sul.

Pelo menos um em cada nove sul-africanos, ou cerca de 4,8 milhões de pessoas têm Aids ou o vírus HIV causador da doença.

A ONU previu que 70 milhões de pessoas poderiam morrer de Aids ou doenças relacionadas em todo o mundo nas próximas duas décadas, a não ser que ações decisivas revertam as tendências atuais.

Os comentários estão encerrados.