Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

30 dezembro 2005 11:44

por: followerU2

Fonte: Reuters via Yahoo:

Os Rolling Stones quebraram em 2005 seu próprio recorde de 11 anos de concerto mais rentável na América do Norte, fazendo com que a venda de ingressos subisse para um patamar inédito, disse a publicação Pollstar na quinta-feira. Os Rolling Stones venderam 162 milhões de dólares em ingressos para seu show, tocando velhos sucessos para 1,2 milhão de pessoas, enquanto os roqueiros irlandeses do U2 arrecadaram 138,9 milhões de dólares depois de tocarem para 1,4 milhão de fãs. O U2 teve que trabalhar um pouco mais duro para ganhar dinheiro, realizando 78 shows na América do Norte, em comparação com 42 concertos dos Stones. O recorde anterior para a renda de uma turnê era de 121 milhões de dólares, obtida pelos próprios Stones em 1994. A cantora canadense pop Celine Dion ficou em terceiro lugar na lista, com 81,3 milhões de dólares, obtidos graças a seus shows no Caesars Palace em Las Vegas, onde ela cantou suas baladas para os turistas em 155 shows. Paul McCartney e o grupo Eagles ficaram em quarto e quinto lugares, respectivamente, com vendas de 77,3 milhões de dólares e 76,8 milhões de dólares. Segundo a Pollstar, a venda de ingressos para os 100 maiores concertos subiu para 3,1 bilhões de dólares, ultrapassando o recorde do ano passado, que foi de 2,8 bilhões de dólares, graças a um aumento no preço médio do ingresso de 52,39 dólares para 57 dólares. De fato, os 100 maiores shows venderam um total de 36,1 milhões de ingressos, 1,5 milhão a menos do que no ano passado. O aumento no preço dos ingressos, combinado com o declínio no número de ingressos vendidos, foi “um pouco desconcertante”, disse Gary Bongiovanni, editor da publicação californiana Fresno. A culpa varia, dependendo de quem responde a pergunta. Os promotores dizem que os artistas estão exigindo dinheiro demais, obrigando-os a cobrar mais pelos ingressos. Os artistas dizem que os promotores continuam oferecendo acordos mais lucrativos, que eles não conseguem rejeitar, principalmente quando a venda de CDs diminui. Os novos álbuns dos Stones e de McCartney tiveram vendas decepcionantes, enquanto o Eagles não lança um novo disco gravado em estúdio há décadas. A cena musical norte-americana pode ser um pouco mais silenciosa no ano que vem, com os Stones e o U2 voltados para o mercado internacional. Shows de bandas veteranas como o Who, Prince, Queen com Paul Rodgers e do líder do Pink Floyd David Gilmour, podem ocupar o espaço.

Comentários

Não há comentários.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet