Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

25 abril 2017 09:24

por: Jorge Filipe Takeda

Amado e odiado com o mesmo fervor desde os tempos de Oasis, não se pode negar que Noel Gallagher está mais do que preparado para abrir os shows do U2 na Europa. O rabugento mais querido do rock britânico mal vê a hora de subir no palco dos irlandeses, mais uma vez.

Muita gente não sabe, mas o Oasis, em seu auge, abriu shows da Popmart Tour nos EUA, em 1997. O gênio da banda inglesa nunca escondeu seu amor pelo U2, mesmo em alfinetadas como “Cale a boca e cante One!”. O clássico do disco Achtung Baby, por sinal, foi definido pelo autor de “Wonderwall” como “a melhor faixa já escrita”. Parece que ele e Bono ficaram ainda mais próximos de uns anos para cá. Passam férias em família juntos, assistem aos shows um do outro pelo mundo e “concordam em discordar” sobre o futuro da música. Quando perguntado sobre quais álbuns levaria para uma ilha deserta, Noel Gallagher não pestanejou em colocar The Joshua Tree na lista: “Se eu pudesse escrever uma canção como Running To Stand Still […], morreria feliz sem escrever mais nada”.

Noel definiu sua participação nos shows do U2 como um prazer e uma honra, ressaltando que, para ele, o espetáculo dos irlandeses permanece como o maior e melhor do planeta. Quem, com certeza, comemorou muito o convite foi a dupla Donovan e Sonny. Os pequenos filhos do líder da High Flyind Birds são fanáticos por Bono e companhia. Já o irmão, Liam Gallagher, ex-companheiro de Oasis, cornetou a parceria, chamando Noel de puxa-saco e sem vergonha.  Para ele e quem quer que odeie o U2, a resposta do Gallagher mais velho é curta e grossa: “Eles (U2) são ótimos. Não gosta? Estou pouco me fodendo”.

O que o cara vai tocar?

Se enganou quem pensava que Noel viveria do passado glorioso do Oasis. Ele toca, sim, vários clássicos da banda lendária, como os hinos “Don’t Look Back In Anger” e “The Masterplan”, mas suas composições solo ganham o mesmo destaque no set. Seus dois álbuns sem o antigo grupo, “Noel Gallagher High Flying Birds” e “Chasing Yesterday”, ficaram em primeiro lugar nas paradas britânicas e tiveram grandes singles. Essa mistura de fases tem rendido excelentes shows, como os que passaram pelo Brasil em 2012 e 2016. Fizemos uma playlist especial com as músicas do Oasis e do trabalho solo que mais tem chances de serem tocadas no palco do U2 em julho. Confira:

Em outubro de 2015, rolou uma participação durante “I Still Haven’t Found What I’m Looking For”, em Londres. Será que teremos um revival desse momento histórico? Não custa torcer!

Comentários

Não há comentários.

Deixe uma resposta

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet