Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

7 março 2017 15:28

por: Patricia Moura

Há uma situação que não se costuma falar sobre a banda e que sempre afeta Bono ao visitar áreas desérticas. O frontman do U2 sofre uma condição que bloqueia completamente a sua garganta, pois é alérgico a ervas daninhas, em botânica chamadas de estepicursores. São plantas que vivem em áreas de estepe e são levadas pelo vento, que os transporta de um lugar para outro, de modo que as suas sementes ou frutos são libertadas e dispersas. Bono teria descoberto este problema no final dos anos noventa, quando foi realizada uma biópsia para verificar se ele tinha câncer na garganta. Ele foi diagnosticado desde a Elevation Tour, mas isso sempre o afetou quando U2 realizava visitas à cidades próximas ao deserto. Na cidade de Las Vegas, a condição é chamada popularmente de “Garganta do Deserto”.

Ninguém sabia disso quando os irlandeses começaram a percorrer as estradas do mundo no início dos anos oitenta. Bono não percebeu quando cantou em lugares pequenos e fechados, mas quando a banda cresceu em popularidade, ele teve que passar para lugares maiores, claramente quando o U2 começou a turnê de Joshua Tree, em Tempe, Arizona. O centro de atividades na Universidade do Arizona é um local que pode abrigar 15.000 pessoas. A banda (em homenagem ao conceito do álbum), planeja abrir sua turnê – 2 e 3 de Abril – neste local, localizado a poucos quilômetros da cidade desértica de Phoenix.

Estouro

Os membros do U2 entraram no palco enquanto a introdução gravada de “Where The Streets Have No Name” soou nos alto-falantes. Bono saiu acenando para começar a cantar os versos de abertura. Mas, quase imediatamente, ele fez uma careta de dor e a garganta se fechou. A voz não saiu de sua boca. Valentemente, ele tentou chegar até as notas mais altas, mas finalmente teve que aceitar que sua voz não era mais que um sussurro quase inaudível. Por esta razão, a então canção número um “With or Without You” não estreou na primeira noite da turnê em 1987, porque o esforço tinha derrubado a voz cansada de Bono. Neste concerto, The Edge assumiu o setlist da apresentação.

10 anos depois, no “Boyd Stadium Sam” em Las Vegas, Nevada, o U2 começou a turnê Pop Mart e novamente Bono teve problemas vocais e adicione-se o fato de que muitas músicas ainda não estavam bem ensaiadas ao vivo. A banda atuou em um de seus piores concertos de sua história. A “Maldição do Deserto” atacou Bono impiedosamente durante todo o show e a banda não apresentou as novas músicas ao vivo.

O U2 começou a ensaiar apenas uma semana antes do início da turnê. As canções não poderiam encontrar um lugar no set list. A tensão e a insegurança são sentidas no ar e, por este motivo, o setlist é modificado constantemente todas as noites. Há apenas 48hs da estreia, eles simplesmente não sabiam que setlist iria ser tocado. No dia do concerto, 37 mil pessoas, a banda começou com MOFO e foram capazes de manter vivo o show até a terceira música, quando começaram “Even Better Than The Real Thing” e a alergia maldita atacou Bono. Ele tinha que seguir o concerto com uma voz reduzida e a banda não soava completamente entrosada, (especialmente nas canções mais novas), U2 chegou ao final da apresentação sofrendo com dignidade. Este fato afetou a banda, o próximo show em San Diego, é citado como o início real da turnê e com um público e os jornalistas muito críticos em relação às apresentações anteriores.

Original do U2 Valencia.

 

Comentários

Não há comentários.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet