Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

15 setembro 2015 12:53

por: Priscila Liporone

Foi mais de um mês de hiato, em que, além de algum descanso, várias coisas aconteceram para os membros do U2:

– Bono esteve em Ruanda, na África, para evento da RED; ele também gravou uma participação especial num remix da música “Strong Girl”, que faz parte do projeto da ONE que incentiva o empoderamento das mulheres, particularmente no continente africano;
– The Edge casou uma das filhas, Hollie, na Toscana (Itália);
– Foi lançada uma nova versão do videoclipe de Song For Someone;
– Houve dois leilões que incluíram itens autografados pelo U2 e cuja renda foi revertida para caridade.

Alguns destes momentos foram devidamente registrados no Instagram da banda (confira aqui). Foi também pelas fotos postadas no perfil oficial que ficamos sabendo que o reinício da turnê, em Turim, na Itália, começou a ser preparado quatro dias antes da apresentação. Também foram publicados dois vídeos de contagem regressiva.

A fila do lado de fora da arena Pala Alpitour começou a se formar três dias antes do primeiro show. Alguns foram recompensados pela espera, pois, como já se tornou tradição nesta tour, o U2 foi ao encontro dos fãs para fotos e autógrafos.

 

04/09 – noite 1

Na primeira noite, o que se viu foi uma recepção bastante calorosa do público, que acompanhou toda a performance com muito entusiasmo, cantando inclusive as músicas de Songs Of Innocence em alto e bom som. Bono parecia um pouco fora de forma, errando a letra de várias das canções.

O setlist foi praticamente o mesmo que vinha sendo executado na primeira leg, com destaque para o retorno de October ao repertório. A única alteração significativa veio na última parte do show: ao final de Bullet The Blue Sky, uma nova e mais crua versão de Zooropa serve como introdução para Where The Streets Have No Name. Bono canta a letra com frieza a partir do verso “and I have no compass…” e segue até o final, quando começa a repetir cada vez mais alto: “What do you want?” (referência ao início da música em sua versão original). Este segmento é uma crítica à atual situação da Europa, que não se mostra disposta a receber os milhares de refugiados sírios e de outros locais do Oriente Médio, que se arriscam ao cruzar o mar em busca de abrigo. Bono foi incisivo na interpretação, e complementou: “o que vocês querem? Uma Europa com o coração e as fronteiras fechadas para a misericórdia? Ou uma Europa com o coração aberto? Um lugar para chamar de lar?”. As referências à crise continuaram, contando com a exibição no telão de uma imagem bastante forte: corpos boiando no mar formando um círculo, lembrando a bandeira que simboliza a União Europeia. Bono também mudou a letra de Pride para “one boy washed on an empty beach”, referindo-se à imagem que rodou e comoveu o mundo, do corpo do garotinho sírio que morreu afogado durante a fuga pelo mar.

Setlist:

The Miracle (Of Joey Ramone)
The Electric Co. / Two Hearts Beat As One (snippet)
Vertigo
I Will Follow
Iris (Hold Me Close)
Cedarwood Road
Song For Someone
Sunday Bloody Sunday
Raised By Wolves
Until The End Of The World
Invisible
Even Better Than The Real Thing
Mysterious Ways
Elevation
Ordinary Love
Every Breaking Wave
October
Bullet The Blue Sky
Zooropa
Where The Streets Have No Name / California (There Is No End To Love) (snippet)
Pride (In The Name Of Love)
With Or Without You
City Of Blinding Lights
Beautiful Day
One / Invisible (snippet)

 

05/09 – noite 2

No segundo e último show em solo italiano, Bono se apressou em dizer que queria ficar mais tempo no país e fazer mais shows. Como na noite anterior, ele tentou se expressar em italiano algumas vezes – algumas palavras mostradas no telão também foram traduzidas para o idioma. Houve homenagem a Luciano Pavarotti, com Beautiful Day dedicada a sua memória, e Every Breaking Wave, oferecida à viúva e à filha do tenor.
Com uma plateia um pouco menos empolgada que na estreia, porém com casa cheia, o show foi bastante parecido, tendo como mudanças no setlist as mesmas praticadas na primeira leg da turnê. October permaneceu no repertório, assim como a dobradinha Zooropa/Streets, que aparentemente ganhou lugar fixo nesta parte europeia da i+e Tour.

Dois fatos marcaram a apresentação: no palco B, Bono perguntou quem sabia tocar violão, bateria e baixo. Alguns fãs subiram, então, ao palco: dois na bateria de Larry, que ficou de fora, observando, outro no violão e um se revezando com Bono nos vocais de Desire. Mais uma vez o violão foi oferecido como presente. Já no final do show, Bono convidou o músico italiano e amigo de longa data Zucchero para cantar I Still Haven’t Found.

Setlist:

The Miracle (Of Joey Ramone)
Out Of Control
Vertigo
I Will Follow
Iris (Hold Me Close)
Cedarwood Road
Song For Someone
Sunday Bloody Sunday
Raised By Wolves
Until The End Of The World / Love And Peace Or Else (snippet)
Invisible
Even Better Than The Real Thing
Mysterious Ways
Desire
Angel Of Harlem
Every Breaking Wave
October
Bullet The Blue Sky
Zooropa
Where The Streets Have No Name / California (There Is No End To Love) (snippet)
Pride (In The Name Of Love)
With Or Without You
City Of Blinding Lights
Beautiful Day
I Still Haven’t Found What I’m Looking For

 

A próxima parada será em Amsterdã, Holanda, para quatro apresentações.

Comentários

Não há comentários.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet