Paul McGuinness não é mais empresário do U2: Live Nation em negociações para comprar a Principle Management

Paul McGuinness não é mais empresário do U2: Live Nation em negociações para comprar a Principle Management

O New York Times relata que a Live Nation Entertainment, companhia gigante de shows que inclui a Ticketmaster, está em negociações avançadas para comprar as companhias de gerenciamento por trás do U2 e Madonna, de acordo com várias pessoas com conhecimento direto das discussões.

Se o negócio for consumado, vai fortalecer ainda mais os laços já profundos da Live Nation com U2 e Madonna.

Como parte do acordo, a Live Nation iria pagar mais de 30 milhões de dólares tanto para a Principle Management, empresa de Paul McGuinness, bem como para a Maverick, dirigida por Guy Oseary, empresário da Madonna, de acordo com certas pessoas, que falaram sob a condição de que não terem seus nomes divulgados por não estarem autorizadas a discutir o acordo publicamente.

No que seria uma das mudanças mais surpreendentes em anos entre as forças por trás das megaestrelas do pop, o Sr. Oseary, 41 anos, iria assumir a gestão do dia- a-dia do U2. Mr. McGuinness, de 62 anos, que foi empresário do U2 quase desde o seu início–e ao fazê-lo tornou-se um dos executivos mais bem conceituados no mundo da música–se tornaria presidente da Principle Management, com um papel que não totalmente claro.

Um porta-voz da Live Nation se recusou a comentar e Mr. Oseary não pôde ser contactado na terça-feira à tarde.

Em um comunicado, o Sr. McGuinness disse: “Poderia ser visto como um pouco de falta de educação de um empresário considerar se aposentar antes de seu artista se separar, encerrar a carreira ou morrer, mas o U2 nunca seguiu o código de conduta do rock’n’roll. Ao me aproximar da idade musicalmente relevante de 64, eu resolvi exercer um papel menos ativo neste momento em que a banda embarca no próximo ciclo de sua extraordinária carreira.”

“Estou muito contente que a Live Nation, que com Arthur Fogel tem sido nossa parceira de turnê a longo prazo, se juntou a nós na criação desta nova força poderosa na gestão de artistas. Tenho há muito tempo considerado Guy Oseary como o melhor empresário da sua geração e não há mais ninguém que eu teria considerado para assumir o dia-a-dia do nosso negócio.”

Os comentários estão encerrados.