Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

17 setembro 2013 08:32

por: Mirrorball

Tom Freston, por Bono

0 comentários
945 visitas
Ativismo

Depois de ajudar a fundar a MTV, Tom Freston reinou como presidente da Viacom. Mas este nunca foi seu habitat natural. Bono se lembra de como ele aplaudiu quando Freston (o Homem em Kabul da Vanity Fair) saiu, em 2006—e então prontamente o recrutou para tornar-se presidente da One e da (Red), organizações que lutam contra a pobreza extrema e a AIDS na África.

Este artigo foi originalmente escrito por Bono para a Vanity Fair. Veja a versão original em inglês.

Eu fui a única pessoa no mundo que socou o ar quando Tom Freston foi forçado a sair da One Astor Plaza, sede da Viacom? Eu deveria ter soluçado, como a maioria das centenas de colegas e funcionários que trabalhavam para ele. Sua saída não foi boa para o negócio da música audiovisual (ou seja, MTV) ou para as outras companhias da Viacom, que clamariam por liderança criativa enquanto enfrentavam uma vida sem o Walt Disney da Cultura Pop.

Mas eu dei um soco no ar, porque tinha percebido há algum tempo que este homem magnífico, este cowboy de satélite, este pioneiro das comunicações, há muito havia se preparado para cavalgar em direção a um pôr do sol muito mais gratificante do que retornos de bilheteria de roer as unhas e classificações da Nielsen. O mundo de Tom Freston nunca foi apenas o Hemisfério Norte, a segurança do escritório corporativo ou multiplex. Este homem tem andado de tapete mágico desde os seus 20 anos, sua curiosidade intelectual levando-o a todos os lugares em que ele queria ir, mas não deveria. Ele viveu na Índia e no Afeganistão durante anos, fazendo e perdendo a sua primeira fortuna, antes de se juntar à start-up que se tornou a MTV.

Por algum tempo eu queria – precisava – de seu cérebro para ir trabalhar para os mais pobres entre os pobres. A One e a (RED), organizações que eu ajudei a montar, foram abençoadas com influência e acesso, parte de um movimento ajudando a gerar bilhões de dólares para vacinas, drogas anti-retrovirais, mosquiteiros, escolas, poços, segurança alimentar etc. Mas o que eu sei sobre a construção de organizações de centenas de pessoas em sete cidades?

“Você está perguntando se eu topo vir trabalhar para você?”, Tom disse quando comecei a campanha de assédio para recrutamento. “Não! Nós todos queremos ir trabalhar para você”, eu respondi . “Seu gênio não está apenas no pensamento inovador, mas na liderança inovadora e nas estruturas que são necessárias para as pessoas criativas vencerem.”

Tom já estava enterrado até os joelhos em algumas destas questões, apoiando silenciosamente um orfanato em Burma e muitas outras boas obras. Antes de me dar uma resposta, ele pediu para ir à Washington, DC. Eu acho que ele queria descobrir a qualidade das pessoas em nossa sede nos EUA e avaliar como os legisladores se sentiam a respeito delas.

Depois de três dias, ele me ligou do hotel dele, levemente traumatizado com a escala, os riscos e o perigo envolvido em organizações que tentam mudar a má política e proteger a boa política, apelando para ambos os lados de um corredor político muito turbulento, sem mencionar a América corporativa e o público. “Em todos os meus anos viajando pelo Afeganistão e o Irã”, ele exclamou, “droga, nunca me deu vontade esvaziar todo um mini bar. Estou aqui deitado na minha cama olhando para o teto pensando, esse é algum morro louco para subir. Eu quero ajudar vocês a escalá-lo.”

Eles dizem que um produtor musical gênio é o cara na sala quando alguém escreve a sua melhor canção. Eu discordo. É estar no quarto e mostrar-lhes como. Quando Tom Freston entra pela porta, de alguma forma todo mundo fica muito melhor.

Comentários

Não há comentários.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet