Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

25 julho 2013 10:07

por: Priscila Liporone

A revista Rolling Stone americana pegou carona no rumor de ontem sobre os possíveis planos para a nova turnê do U2 e publicou em seu site um texto que casa com os desejos mais profundos dos fãs. Eles descreveram três tipos de turnê que os fãs gostariam de ver – são apenas sugestões, que fique claro – para efeito de imaginação, enquanto continuamos sem nenhuma notícia oficial.

Confira a tradução do artigo.

“Nós normalmente nunca propagaríamos um rumor tão mal embasado como esse. Parece pouco provável que alguém próximo da produção da turnê saísse por aí dando detalhes. Além disso, a mídia europeia não tem um bom histórico quando se trata de precisão. Na verdade, pouco se sabe sobre os planos para a próxima turnê. Bono tem sido muito claro sobre não querer fazer outra turnê em estádios tão grandiosa quanto a 360 Tour, que ocorreu entre 2009 e 2011 e quebrou recordes de público por onde passou. É uma aposta segura dizer que a banda voltará a tocar em arenas, assim como fez em 2001 após a gigantesca PopMart de 1997/98.

E a propósito, também não se sabe muito sobre o novo álbum, além de que Danger Mouse é o produtor e que o lançamento ocorrerá num futuro não muito distante.

Isto posto, a frase “cada show teria um setlist diferente” chamou nossa atenção. O U2 costuma mudar um pouco o repertório ao longo da turnê, é verdade, mas não o suficiente para agradar os fãs hardcore. A vasta maioria das músicas do catálogo da banda permanece sem ser tocada em suas turnês.

Então vamos fingir que o rumor é verdadeiro [três shows consecutivos na mesma cidade]. Eis aqui algumas maneiras de estruturar os shows para deixar os fãs completamente enlouquecidos.

 

Cenário 1 – Shows com a íntegra de um álbum
Primeiro show: War + músicas do novo álbum
Segundo show: The Joshua Tree + músicas do novo álbum
Terceiro show: Achtung Baby + músicas do novo álbum

Prós: Parece ser uma jogada certeira, já que muitas bandas têm tido grande sucesso com essa estratégia nos últimos anos. Os fãs hardcore iriam a todos os shows e finalmente conseguiriam ouvir coisas como “Drowning Man”, “Red Hill Mining Town”, “The Refugee” e “Acrobat” ao vivo. Eles poderiam até mesmo trocar os álbuns ao longo da turnê, forçando os fãs a viajar pelo mundo todo para ter a chance de ouvir a íntegra de Zooropa ou de October ao vivo.

Contras: É difícil imaginar o U2 vai querer fazer algo tão abertamente nostálgico. Além disso, pode ser um pouco tedioso ir a um show e saber exatamente quais músicas serão tocadas e em que ordem. Isso tira boa parte da diversão.

 

Cenário 2 – Shows segmentados por década
Primeiro show: músicas dos anos 1980 + músicas do novo álbum
Segundo show: músicas dos anos 1990 + músicas do novo álbum
Terceiro show: músicas dos anos 2000 + músicas do novo álbum

Prós: Esse tipo de show ainda seria descaradamente nostálgico, mas abre um leque bem mais amplo em termos de material. Numa das noites eles poderiam tocar sucessos sucessos como “Where The Streets Have No Name” e canções superobscuras como “I Threw a Brick Through a Window.” Isso agradaria os superfãs sem deixar o resto do público entediado.

Contras: Para ser franco, esse terceiro show seria meio que decepcionante. Há várias canções boas da década de 2000, mas ainda assim é a década mais fraca da banda.

 

Cenário 3 – Shows temáticos
Primeiro show: hits + músicas do novo álbum
Segundo show: raridades + músicas do novo álbum
Terceiro show: escolha da banda

Prós: Se eles fizessem isso, não precisariam se prender a uma única época toda noite. Os fãs eventuais iriam ao primeiro show, e os fãs hardcore, ao segundo, no qual teriam a oportunidade de ouvir raridades dos anos 80 como “Surrender”, seguidas por coisas mais recentes como “Daddy’s Gonna Pay for Your Crashed Car” e “Moment of Surrender”. Assim, o terceiro show poderia fazer uma mistura equilibrada das duas noites anteriores.

Contras: Não há nenhum contra para este tipo de sugestão. Aparentemente todos sairiam ganhando, exceto caso os fãs eventuais aparecessem para o show das raridades e tivessem que ouvir uma sequência com “Your Blue Room”, seguido de “A Different Kind of Blue” e “Pete The Chop”.

 

Fonte: Rolling Stone

Comentários

A Rolling Stone erra ao avaliar a década de 2000, o U2 não estaria nem sendo comentado se não tivesse feito albuns como All That , conheço muitos fãs que nasceram na década de 80 e 90 e que para eles estes albuns são os que retratam uma época deles, como namoro, faculdade, saída de casa e por ai vai.

Tanto é verdade que o All That é o How …são um dos grandes colecionadores de Grammy. Mais fracos que os outros, pode até ser,mas isto só é comparado porque os outros são obras primas.

E é praticamente impossível uma banda só fazer obras primas em sua carreira, ninguém é tão perfeito, nem Beatles e Stones foram.

Eu acho que os albuns da década de 2000 tem perolas que podem ser tocados sempre, e sempre vai ter quem queira ouvir.

O mesmo vale para algumas musicas do No Line.

Sobre a turnê, é difícil agradar a todos ou a maioria, acho que eles devem tentar o que acham que devem e quem quiser que vá ver, acho que eles devem fazer o que deixa eles felizes, o legado deles já está escrito.

A unica coisa que espero é um bom álbum, não precisa mudar o mundo, e a turnê também, que variem um pouco está bom, hoje o fã com a Internet consegue avaliar muito antes os shows e não ser enganado. Não está bom, não vá.

E eles que aproveitem a vida, relaxem um pouco, não vale a pena deixar esta vida como Michael Jackson deixou, engolido pela responsabilidade de ser o Rei do POP.

O U2 já é um dos grandes e não precisam se preocupar mais com isto, ninguém tira isto deles, daqui a décadas quando alguém for ver um livro de história o nome deles vai estar lá.

Is very simple.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet