Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

1 abril 2013 17:25

por: febottini

No último sábado faleceu Phil Ramone em Nova York.

O produtor aclamado, chamado também de “Papa do Pop”, fez muito sucesso trabalhando com Paul Simon, Paul McCartney, Billy Joel, Barbara Streisand, Ray Charles e até com o brasileiro João Gilberto.

Ele foi ganhador de 14 prêmios Grammy.

Em 1993, Phil Ramone produziu o álbum ‘Duets’ de Frank Sinatra, no qual Bono canta em parceria a música ‘I´ve Got You Under My Skin’.

Segue abaixo trecho do livro “U2 – At The End Of The World” que fala mais sobre a gravação de Bono com Phil Ramone: (O livro completo está traduzido no nosso Fórum)

“Bono entra na pequena cabine do engenheiro de som, onde ele é apresentado ao produtor Phil Ramone e ao executivo da EMI Records, Don Rubin. Eles vieram dos Estados Unidos para este encontro para uma gravação de Frank Sinatra cantando “I’ve Got You Under My Skin”. Bono está aqui para gravar um overdub, outro vocal ao lado de Frank, criando um dueto para o grande álbum de retorno de Sinatra. Ramone enviou a Bono uma cassete da versão de Frank para que ele pudesse se familiarizar com o arranjo. O produtor, amavelmente, tinha gravado em uma fita um cantor americano fazendo uma imitação da sessão de Bono para dar ao nosso herói uma dica de como ele poderia abordar música.

Bono, no entanto, conseguiu (para variar) perder a fita antes de ouvi-la. Quando chegou, ele a meteu no porta-luvas de seu carro, e logo em seguida emprestou o carro para George Regis, um dos advogados americanos do U2, para ir a uma viagem de pesca para o oeste da Irlanda. George voltou na última noite, Bill Flanagan se encontrou com ele em Tosca, o restaurante de Norman Hewson (irmão de Bono), onde ele disse a Bono quanto gostou da fita de Sinatra. “Ah”, Bono disse, então ela estava aí!

Então Bono aparece hoje despreparado, mas implacável, com muito entusiasmo. Ele está pronto para cantar com Frank. Ramone é uma espécie de hippie da velha escola de Nova York. Nos anos setenta, ele produziu Paul Simon, Billy Joel e Barbra Streisand. Enquanto coloca a fita e toca para Bono a voz principal que lhe servirá de guia vocal ele diz: “Só como sugestão, não há script aqui”. Ramone tem feito que o cantor faça uma sessão vocal com a voz alta, para ficar diferente do tom sempre descendente do Chefe. Bono diz que está tudo bem, ele não tem nenhum problema com o voo acima do espaço aéreo de Frank.

O projeto de Sinatra é um pouco de um artifício. O ‘Velho Olhos Azuis’ não fez um novo álbum nos últimos nove anos. Ele não tem interesse em fazer algo similar. Ele diz que não há músicas novas que ele queira cantar (o que dá profundidade à tragédia por Bono ter sido incapaz de fazê-lo considerar “Two Shots of Happy, One Shot Of Sad”, ao menos o é para Bono), apesar de que pode significar que não há músicas novas que ele queira ter de aprender. Sinatra continua fazendo turnês regularmente. Algumas noites ele improvisa, de forma fantástica, inventando frases e atuando para compensar a perda da originalidade ou o alcance da voz. Em uma boa noite ele prova porque é considerado o maior cantor popular de sua época. Durante estes shows até os momentos mais foleiros são divertidos e sua famosa grosseria (apresentando o diretor da orquestra, como seu filho, Frank Jr., e, em seguida, tão logo se calam os aplausos, dizendo: “Sua mãe me fez dar-lhe o trabalho, ninguém mais o contrataria”.) é perdoável. Além disso, é ótimo ver as velhas senhoras de cabelo azul guinchando e gritando: “Oh, Frankie, você ainda tem o dom!” Em uma noite ruim de Sinatra ele apenas está presente. Ele passeia pelas músicas distraidamente e lê as letras de um teleprompter. Há muito que dizer de sua atitude que dá motivos para que não faça mais nenhum álbum. Se as pessoas querem comprar um disco de Frank Sinatra, existem ainda dezenas nas prateleiras. E ele certamente não fará em seus setenta anos, algo tão bom quanto as profundas obras primas que ele gravou na casa dos trinta. Por que dissolver o legado?

Bem, para fazer um monte de dinheiro, só para dizer um motivo. A EMI, possuidora do Capitol, o selo em que Sinatra fez o seu melhor trabalho na década de 1950, entrou em cena depois que Sinatra deixou sua longa associação com a Reprise Records e sugeriu esta maneira fácil de voltar a gravar. Tudo o que Frank tinha que fazer era ir para um estúdio e cantar as músicas que ele cantava todas as noites no palco. Ramone pegaria as fitas e gravaria por cima, outras pessoas famosas cantando junto com ele. Um gancho excelente de marketing! Uma maneira de chegar a todos os baby boomers, que gostariam de possuir um CD de Frank Sinatra, mas não sabem qual deles comprar. (Um tipo semelhante de estratégia de marketing parece estar sendo planejado para a gravação de um disco de Johnny Cash, para o qual todas as estrelas de rock atualmente estão sendo convidadas a escrever uma canção. Em um único período de 24 horas no mês anterior, Bono, Elvis Costello, e Mark Knopfler disseram à Bill Flanagan: “Adivinha o que estou escrevendo? Uma canção para Johnny Cash”.), Bono disse aos produtores de Sinatra desde o início que não queria ser apenas mais uma “estrelinha”. E outras celebridades convidadas, Carly Simon, Barbra Streisand, Kenny G não são o que há de melhor. Madonna, aparentemente, desistiu quando soube que seu dueto não seria o único no álbum.”

UltraViolet-U2 no Twitter: https://twitter.com//ultravioletu2
UltraViolet-U2 no Facebook: https://www.facebook.com/UltravioletU2Brasil

É permitida a reprodução total ou parcial deste texto desde que obrigatoriamente citada a fonte.”

Comentários

“The Voice” era sensacional. Foi uma parceria perfeita. Grande mérito do Phil Ramone.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet