Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

27 janeiro 2013 01:04

por: febottini

PopMart no Brasil – 15 anos

0 comentários
2442 visitas
Matérias

Nem parece que foi há tanto tempo, mas a primeira vinda do U2 para o Brasil está completando 15 anos! Foi com a turnê PopMart que a banda aterrissou no nosso país e, pra celebrar a data, vamos relembrar um pouco.

Pra falar a verdade, foi a primeira vez também que o U2 incluiu a América do Sul em uma turnê. Foram três apresentações no Brasil: uma no Rio de Janeiro (27 de janeiro de 1998) e duas em São Paulo (30 e 31 de janeiro de 1998).

Depois de tantos anos de espera os fãs estavam ansiosos e felizes pra poder ver o U2, ainda mais com uma turnê tão grandiosa como a PopMart… telão gigante de 57 metros de comprimento (que chegou a entrar no livro dos recordes), o limão em forma de espaçonave, azeitona espetada num palito, o arco amarelo ‘à la Mc Donalds’.

Mas não eram somente os fãs que esperavam ansiosamente. A própria banda também demonstrava que queria muito tocar no nosso país.

“Não tenho nenhum motivo de marketing para dizer, não preciso provar isso, mas sempre tive vontade de tocar no Brasil. Desde que eu tinha 17 anos, quando formamos o U2, algo sempre me levou em direção ao Brasil, mas nunca consegui chegar aí. Mas agora vou…
Desta vez não me importo de baratear ingressos, não ganhar nada. Só não queremos perder dinheiro, pois há muitas pessoas envolvidas em uma turnê como essa. Surgiu a oportunidade que esperávamos de levar nosso show ao Brasil… Então decidimos ir de qualquer jeito. Para falar a verdade, estou meio apavorado em tocar no seu país – no bom sentido – porque sinto que serão shows diferentes, especiais para a gente”. (Bono)*

No Rio, primeiramente, o show estava previsto pra ocorrer no Maracanã mas o local teve que ser mudado devido à “problemas estruturais”. Foi alegado que os guindastes pra montagem do palco não conseguiriam entrar no estádio e que os túneis teriam que ser rebaixados para isso.

A banda não gostou nada da mudança. Paul McGuinness, empresário do U2, chegou a dizer à princípio:

“A banda sempre quis se apresentar no lendário estádio do Maracanã, e é isso que faremos. É o gramado consagrado por Pelé”. *

Não adiantou e contra a vontade de todos, o local do show foi transferido.

“Não cancelei o show em virtude de muitos ingressos já vendidos naquela altura. Não sei realmente em quem acreditar. Se muitos shows já aconteceram no Maracanã, não entendo por que o nosso não poderia também acontecer lá. Até o momento, não recebemos explicações necessárias sobre a mudança”.(Paul McGuinness)*

E pensar que isso foi só o começo dos problemas… O congestionamento monstro que ocorreu naquele dia 27 de janeiro também entrou para o livro dos recordes. As vias de acesso ao autódromo ficaram completamente paradas, muitos (no desespero) largaram seus carros no trânsito e decidiram ir a pé pra conseguir chegar a tempo do show.

Infelizmente, esses acontecimentos acabaram marcando o show do Rio de forma negativa. Mas também não podemos esquecer do show em si mesmo.  A emoção sem tamanho de quem viu Bono gritando ‘Ah, eu tô maluco’, a escola de samba Salgueiro tocando “Desire”, os integrantes da banda saindo do limão vestidos com as camisas da seleção brasileira, tudo embalado pelos hits que há tanto tempo todos esperavam pra ouvir ao vivo. E no final, Bono ainda agradeceu pela paciência de todos os fãs.

Foi muita emoção pra uma noite só, mas o Brasil tinha ainda mais duas apresentações em São Paulo. Apesar da apreensão, na capital paulista não houve incidentes graves como o do Rio.

Na primeira noite, podemos destacar de diferente a apresentação de “Bad”, que foi tocada pela primeira vez na turnê PopMart. A última vez que o U2 a havia tocado foi em 28 de agosto de 1993. A surpresa foi grande e os fãs puderam se deliciar com esse sucesso das antigas.

Além disso, 30 de janeiro é o aniversário da tragédia em Derry, na Irlanda do Norte, onde 14 pessoas foram mortas e 26 ficaram feridas pelo exército britânico, que conteve uma manifestação pacífica a favor dos direitos civis. Antes de “Sunday Bloody Sunday” ser tocada de maneira emocionante apenas pelo Edge, o estádio do Morumbi fez um minuto de silêncio à pedido de Bono.

Ainda tivemos mais uma chance de ver o ‘supermercado pop’ em terras nacionais. O último show do U2 no Brasil foi transmitido pela MTV, o que deu a oportunidade pra fãs de todo o país assistirem e se sentirem um pouquinho junto da banda. Quem não lembra de Bono dizendo: “Ganhem a Copa do Mundo”? Aí ele ganhou a fama de ‘pé frio’… haha.

Como conta nosso amigo Claudio Dirani, na época a MTV deu um show na cobertura.

“Tudo produzido de forma impecável, com mais de 55 profissionais operando em conjunto à equipe técnica do U2. Quem sintonizou seu aparelho naquela noite, se deparou com a VJ e atriz Chris Couto no comando das operações do estúdio. Já para cobrir os movimentos no teatro de guerra, Chris Nicklas foi a escalada. A VJ e modelo, (atualmente no GNT), atravessou a noite à caça de depoimentos dos fãs, antes e depois do evento. Para completar, a Fábio Massari coube a função de mostrar ao público uma visão exclusiva dos bastidores da PopMart, com entrevistas realizadas logo após a última canção apresentada pelo U2. Massari já era um veterano quando o assunto era U2 e rock irlandês, tendo entrevistado Bono e Larry em setembro de 1997, em Barcelona, além de ter viajado diversas vezes para Dublin, com a missão de conversar com personagens ligados aos primórdios do U2, como o cantor Gavin Friday – membro original do Virgin Prunes, e amigo particular de Bono. Ao saber do interesse de Massari por Friday,uma porta estava aberta para sempre. Uma química entre o U2 foi gerada de imediato, e o contato com a MTV Brasil não poderia ter gerado melhor efeito entre a ‘máfia irlandesa’.” *

No dia seguinte ao show, Bono em entrevista à Massari, comentou como ele sentiu tocando pela primeira vez no Brasil.

“Não sei lhe dizer facilmente como me sinto em relação a esta última semana. Tem sido uma semana especial… Dificilmente irei esquecer. Posso me contradizer no futuro, mas este foi o show do fim de milênio. Estava maravilhoso lá em cima”. (Bono) *

A emoção, realmente, foi grande tanto pra quem estava no Morumbi, como para quem viu o show em casa pela TV. E para expressar melhor essa visão, nesta semana vou publicar mais um texto especial da Patricia Moura que conta sua experiência durante a PopMart tour.

Por Fernanda Bottini


*Citações retiradas do livro ‘Na Rota da BR-U2’, de Claudio D. Dirani

UltraViolet-U2 no Twitter: https://twitter.com//ultravioletu2
UltraViolet-U2 no Facebook: https://www.facebook.com/UltravioletU2Brasil

Comentários

Não há comentários.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet