Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

23 janeiro 2013 17:42

por: febottini

Jim Carroll escreve sobre música no The Irish Times e hoje publicou uma declaração “controversa”, que me fez parar pra pensar.

O artigo, em si, fala sobre a doação de € 5 milhões de euros feita pelo U2 dos lucros dos seus shows no Croke Park em 2009.

Paul McGuinness disse nesta semana que é uma prática de muito tempo da banda fazer esse tipo de caridade na sua terra natal, mas que no passado era feita mais ‘discretamente’.

De acordo com a revista Billboard, os três shows no Croke Park atraíram 243.198 mil pessoas e garantiu uma bilheteria de $ 28.8 milhões de dólares (mais ou menos € 20 milhões de euros em 2009).

Claro que os críticos aí aparecem para falar ainda daquele velho assunto dos impostos, da mudança dos negócios da banda para a Holanda para pagar menos taxas.

Mas enfim, pessoalmente, acredito que é melhor doar ‘pouco’ (se alguém em sã consciência acha que € 5 milhões de euros é pouco) do que não fazer nada, como muitos artistas por aí. Não podemos esquecer que o U2 não é apenas Bono, Edge, Larry e Adam. Há dezenas de pessoas que dependem do trabalho da banda, há uma equipe grande por trás deles.

Voltando ao Paul McGuinness, Carroll fala sobre a esperança dele do U2 lançar um álbum novo neste ano. E que seguido de um novo disco, viria uma nova turnê. Com a queda nas vendas de álbuns, o que traz mais dinheiro são mesmo os shows. Só pra ter uma noção, ‘No Line On The Horizon’ vendeu 5 milhões de cópias, e isso é classificado por Carroll como um dos piores lançamentos da carreira do U2.

Aí vem a questão que me fez parar pra pensar: “Você pode argumentar que a banda não precisa da desculpa de um novo álbum para sair em turnê – fãs dedicados e seguidores nos bons momentos provavelmente iriam preferir uma turnê com os melhores sucessos nesta fase.”

O que vocês pensam disso? Acham que os fãs preferem um show cheio de hits ou realmente estão sedentos por novas músicas?

UltraViolet-U2 no Twitter: https://twitter.com//ultravioletu2
UltraViolet-U2 no Facebook: https://www.facebook.com/UltravioletU2Brasil

Comentários

Gosto do modelo de shows do Bruce Springsteen, explorando ao máximo o disco mais recente em seus setlist. Para fãs é ótimo, para ouvintes casuais nem tanto. Acho que pra uma próxima turnê eles deveriam abandonar o ATYCLB e HTDAAB e até mesmo deixar o JT um pouco de lado, e explorar os outros discos mais um pouco.

Fãs da banda já estão habituados a ouvir os hits há muito tempo (dado que os hits normalmente são cartões de visita para alguém se tornar fã) aí vão querer os Lados B. Os ouvintes casuais que de vez em quando pegam o TBO 80-90 pra ouvir vão preferir ouvir “Pride”, “With Or Without You”…

Apesar de aficcionado, acho que seria legal dividir o setlist em 3 grupos: hits, músicas do álbum novo e raridades/não- singles.

Concordo com Ronan.

Basta perceber como foi a última turnê do U2: o início recheado de músicas do último CD; o fim recheado de hits, especialmente do Achtuhg Baby (grande parte é claro devido à remasterização). Fã é fã: se o U2 improvisar no palco, numa jam session (algo que me surpreenderia muito), todos iriam ao êxtase de qualquer forma. Penso em hits, em músicas novas, em B-Sides e pq não em covers? Uma banda com mais de 30 anos de carreira não tem como agradar a todos os fãs em seus setlists, haja visto os Rolling Stones. E se tratando de U2, que é pouco flexível neste aspecto, talvez o set list seja quase o mesmo todas as noites. Uma alternativa, talvez, seria fazer com o Pearl jam, que muda o setlist a cada noite. Acho que o U2 deveria se permitir mais quanto a isso. Sugiro o seguinte setlist abaixo, a intenção não é causar polêmicas.

1) Música nova
2) Even better than the real thing
3) Exit
4) New Year’s Day
5) The Cry/Electric Co.
6) Música nova
7) Vertigo/Get on your boots
8) Gloria
9) Elevation
SET ACÚSTICO: 10)Stay (Faraway, So Close),11)  Party Girl, 12)If you wear that velvet dress,13) Tryin’ to throw your arms… e 14) The Ocean. (detalhe: com toda a banda tocando)
15) Beautiful day
16) Until The End of The Wolrd
17) Bad
18) Música nova
19) One
20) Where the streets have no name (é impressionante como não conseguimos pensar em outra música antes do bis)

Bis:
21) Acrobat
22) Last Night on Earth
23) Pride (in the name of love)
24) With or Without You
25) Your Blue Room (iria ser muito interessante ver o Adam fechando o show…rs)

Fica impossível um show sem hits, Afinal, milhares de fãs surgem a cada ano em todo o mundo. O ideal mesmo é o sugerido pelo Ronan. Uma maior variedade do setlist, de um dia pro outro, quando tocarem duas ou mais vezes no mesmo local (Ex: Morumbi) seria algo fantástico.

Eu entendo que os hits tem que estar no setlist, mas por ter acompanhado o inicio da última tour, me decepcionei por só ouvir 2 músicas do No Line no setlist. A música que mais me emocionou foi walk On que eu nunca tinha ouvido ao vivo.
Acho que  eu não encararia a logistica (passagens, hotel) e muvuca pra ouvir as mesmas músicas de sempre…a menos que fosse um show intimista ou acústico.

Anyway…a expectativa por um novo álbum e por uma tour passando por aqui nunca morre! sorriso

Até a Vertigo Tour eles sempre mesclaram hits e músicas novas. Gosto assim.
O NLOH não criou hits. No começo tentaram, mas não deu certo.
Tem que levar em consideração que os shows eram até para 100.000 pessoas. Muitos que foram aos shows queriam era ver o espetáculo e não necessariamente eram fãs.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet