Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

25 outubro 2012 15:36

por: febottini

A relação entre Beatles e U2

2 comentários
1577 visitas
Matérias

Quem me conhece sabe que amo U2 e que, além de ouvi-los, gosto muito de ler sobre eles. O que talvez não saibam é que gosto de ler também sobre outros músicos e bandas. Pois bem, após ler uma biografia dos Beatles, há algum tempo atrás, tomei nota das semelhanças que encontrei entre a trajetória deles e do U2. Vamos a elas:

A cidade

Liverpool era uma cidade decadente no final dos anos 50, após a destruição causada pelos bombardeios alemães durante a 2ª Guerra Mundial. Havia altas taxas de desemprego, criminalidade em alta, problemas habitacionais e pouca esperança para os jovens da época.

A Dublin do final dos anos 70 sofria dos mesmos problemas, agravados ainda pelo crescimento do consumo de heroína, entre a população jovem. Apesar de não ter cicatrizes da 2ª Guerra Mundial, a debilitada economia do país também não proporcionava aos jovens nenhum futuro, e a maioria procurava emigrar para os Estados Unidos ou mesmo Reino Unido, incluindo Liverpool, onde existem até hoje muitos irlandeses que emigraram em busca de um futuro melhor.

A cena

Liverpool no final dos anos 50 recebia a invasão do rock´n´roll, recentemente tornado popular nos Estados Unidos, especialmente com Elvis Presley e Little Richard.

Dublin no final dos anos 70 recebia a invasão do punk rock criado dos dois lados do Atlântico, como por exemplo The Clash e Sex Pistols no Reino Unido, e Ramones e Patti Smith nos Estados Unidos.

A escola

John, Paul e George se conheceram na Quarry Bank High School, em Liverpool, e lá iniciaram a banda, chamada inicialmente The Quarrymen.

Larry, Adam, Bono e Edge se conheceram na Mount Temple Comprehensive School, em Dublin, e formaram a banda com o nome Feedback.

O empresário

Brian Epstein, empresário dos Beatles, era cerca de 10 anos mais velho do que os rapazes. Herdeiro de uma pequena rede de lojas de discos em Liverpool, ele procurava outros caminhos, andar com as próprias pernas no mundo do show bizz, quando conheceu John, Paul, George e Pete (Best, primeiro baterista dos Beatles) e teve a ideia de empresariá-los. 

Paul McGuinness, empresário do U2, da mesma forma, era cerca de 10 anos mais velho do que os rapazes do U2, e já tinha trabalhado com cinema e empresariado de uma outra banda (Spud) antes do U2. Ele procurava sua baby band, uma banda estreante e promissora, com a qual ele pudesse crescer junto.

Ambos tinham em comum um agudo senso de oportunidade, ousadia, tenacidade, e muita criatividade. Sabiam o que queriam e onde poderiam chegar, e trabalharam duro desde o começo. 

A mídia local

Assim como o U2 e a revista HotPress, de Bill Graham e Niall Stokes, nasceram mais ou menos na mesma época, junto com os Beatles iniciava também a revista Mersey Beat, de Bill Harry. Em ambos os casos, houve apoio incondicional dessas duas revistas às duas bandas, que cresceram juntas em popularidade.
Além das revistas, outra similaridade foi o apoio, a cada uma das bandas, de um DJ conhecido no meio musical da época: Dave Fanning, no caso do U2, e Bob Wooler, no caso dos Beatles.

Os fãs

As duas bandas construíram uma sólida base de fãs e seguidores locais, que acompanhavam todos os shows e apresentações dos Beatles e do U2, votavam em sua banda preferida nas pesquisas da Mersey Beat e HotPress, respectivamente, e compravam os singles.

A gravadora

Ambas as bandas percorreram a via sacra das gravadoras britânicas, buscando em vão um contrato. Depois de muita luta e persistência, conseguiram ser ouvidas e contratadas por gravadoras pequenas: Parlophone, no caso dos Beatles, e Island, no caso do U2

Abraços,
 MT

UltraViolet-U2 no Twitter: https://twitter.com//ultravioletu2
UltraViolet-U2 no Facebook: https://www.facebook.com/UltravioletU2Brasil

Comentários

Faltou citar só as músicas dos Beatles e de Lennon que Bono e o U2 já gravaram ou tocaram ao vivo, como Helter Skelter, Happiness Is a Warm Gun, Instant Karma, Lucy In The Sky With diamonds, I am The Walhris, Sgt. Peppers… Além de citações, como She Loves You em Vertigo e All You Need Is Love em Where The Streets Have No Name, entre outras…

Com certeza Márcio. A idéia que tive, a partir da leitura desse livro, foi traçar um paralelo entre a história das duas bandas, porque realmente me impressionou o fato de haver tantas coincidências. Um abraço, MT

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet