Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

26 setembro 2012 22:34

por: febottini

Tenho uma edição da revista NME Originals especial sobre o U2, publicada há alguns atrás. Nela há um artigo chamado The Band of Holy Joy, que traz uma entrevista com a banda durante a parte européia da turnê The Joshua Tree. Me chamou a atenção algo que o Bono disse. Ele e o jornalista Sean O´Hagan estavam falando sobre o show de Roma. Ele descreve a forma como se sente durante os shows mais ou menos assim:

As coisas ficam fora de controle lá em cima. Eu sinto tudo como se fosse em câmera lenta. A multidão, a banda, tudo parece mais lento. Como num sonho. Só quando eu saio do palco eu me dou conta de que era eu que estava excitado, acelerado demais. Levo horas pra descer, pra voltar aqui pra baixo.”

Essas palavras, ditas por ele em 1987, me lembraram de Gone. Sempre pensei que Gone pintasse uma espécie de auto-retrato do Bono como rock star, no palco, e a difícil aterrissagem depois, ao final de cada show, algo que poria em cheque a identidade dele. Ou pode ser mesmo sobre qualquer outro rock star, como Michael Hutchence, para quem ele tem dedicado as performances ao vivo de Gone. Bom, vou tentar explicar essa minha interpretação:

You get to feel so guilty got so much for so little
Then you find that feeling just won’t go away
You’re holding on to every little thing so tightly
Till there’s nothing left for you anyay

O rock star sente-se culpado por ter conseguido tanto por tão pouco, como se ele não valesse tanto assim e essa sensação pesa sobre ele a ponto de ele achar que ela nunca passará. Então ele tenta manter tudo em perspectiva, agarrando-se a pequenas coisas, coisas da sua vida real, do seu verdadeiro eu, mas não existe mais nada lá para ele.

Goodbye, you can keep this suit of lights
I’ll be up with the sun
I’m not coming down
I’m not coming down
I’m not coming down

Mas o fascínio, a atração é mais forte, o imaginário do rock star persiste, e ele diz adeus ao seu eu, continua vestindo seu terno de luzes, essa existência irreal da qual ele não consegue voltar. O rock star nele se recusa a voltar, a aterrissar, ele ainda estará lá, mesmo quando o sol chegar.

You wanted to get somewhere so badly
You had to lose yourself along the way
You change your name but that’s okay, it’s necessary
And what you leave behind you don’t miss anyway

Aqui acho que ele fala um pouco de sua trajetória, ou da trajetória desse rock star wannabe, da ambição de chegar onde chegou. Porém, para isso, ele teve que se perder pelo caminho, seu eu verdadeiro ficou pra trás. Seu nome foi trocado, sua identidade substituída, mas ele tenta se convencer de que ele não precisa mais do que ficou para trás.

Goodbye, you can keep this suit of lights
I’ll be up with the sun
I’m not coming down
I’m not coming down
I’m not coming down.
‘Cause I’m already gone
Felt that way all along.
Closer to you every day
I didn’t want it that much anyway

O rock star sente que não há mais volta, que de fato sempre se sentiu assim, perdido. A cada dia ele está mais perto disso, de se transformar de vez nesse outro ser, mas ele se dá conta de que não era exatamente isso que ele queria, não dessa forma.

You’re taking steps that make you feel dizzy
Then you learn to like the way it feels
You hurt yourself, you hurt your lover
Then you discover what you thought was freedom was just greed

Ele confessa que está indo longe demais, que está embriagado com o sucesso, a ponto de aprender a gostar de se sentir assim (talvez haja aqui uma referência sobre uso de drogas). Mas com isso ele se machuca e também ao seu amor. E então a maior desilusão de todas, o que ele pensava ser liberdade na verdade era apenas ganância, ambição. O que sobra então? Será que valeu à pena se vender desse jeito?

Goodbye, and it’s an emotional
Goodnight, I’ll be up with the sun.
Are you still holding on?
I’m not coming down…
I’m not coming down
I’m not coming down


Aqui o rock star dá adeus ao seu público, um adeus emocionado. Sim, ele ainda estará lá quando o sol chegar, ele se recusa a voltar á realidade. Mas ele continua inseguro, será que o seu eu verdadeiro vai aguentar? Será que ele ainda estará lá? Btw, lembram do que ele diz no vídeo do México?”I´m just a little guy…you make me feel so big!”Mais ou menos por aí. Onde termina Paul Hewson e começa o Bono? Qual a nossa responsabilidade nisso?

Essa análise que fiz é anterior à publicação do U2 By U2. Vejam o que o Bono fala sobre Gone no livro, acho que não fica muito longe do que pensei ao ler o tal artigo da NME:

‘Gone’ é o retrato de um jovem garoto sendo uma estrela do rock, tentando se livrar das responsabilidades e apenas aproveitando as viagens, os ternos de luzes, a fama. You change your name, well that´s okay, it´s necessary. And what you leave behind you don´t miss anymay (Você muda o seu nome, mas está tudo bem, isso é necessário. E o que você deixa pra trás você não sente saudades). Mas eu acho que o que esse álbum fala é sobre coisas que você não consegue deixar pra trás. É como o professor universitário que não consegue dançar. Lá no fundo, nós não somos tão superficiais quanto queríamos.”

Mais adiante no livro, quando ele recorda a morte de Michael Hutchence, ele comenta sobre o show que fizeram logo após essa triste perda, e de como dedicaram Gone a ele. Ele termina dizendo: “Algumas músicas são como premonições e esta é certamente uma delas.”

MT

UltraViolet-U2 no Twitter: https://twitter.com//ultravioletu2
UltraViolet-U2 no Facebook: https://www.facebook.com/UltravioletU2Brasil

Comentários

Olha que interessante! Não sabia disso. Valeu por postar. sorriso

AMOOOO GONE! Tenho uma interpretação um pouco diferente, mas é mais por uma experiência pessoal e não propriamente o que o U2 quer dizer… Parabéns, MT. Grande texto.. (as usual mostrando a língua)

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet