Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

11 setembro 2012 13:52

por: febottini

U2 e o 11 de setembro

0 comentários
1034 visitas
Matérias

O site atu2.com destacou cinco momentos importantes do U2 relacionados à data. Apresentações sem serem de turnês e que tivessem um significado com os Estados Unidos.

Todos estes momentos ocorreram depois dos atentados de 11 de setembro, carregando assim uma importância e simbolismo maior, já que a banda sempre confessou seu amor e admiração pelo país.

5 – We Are One: The Obama Inaugural Celebration at the Lincoln Memorial – 18 de Janeiro de 2009 (Washington)

De certa forma, fez sentido ouvir ‘Pride (In The Name of Love)’ ecoando das mesmas escadas onde Martin Luther King fez o seu famoso discurso ‘I Have A Dream’ há 46 anos antes. Num inverno bem frio, a banda fez uma homenagem alegre e cheia de energia ao primeiro presidente negro eleito. Eles começaram com ‘Pride’ e seguiram com ‘City of Blinding Lights’, que o presidente Obama usa na campanha até hoje. O show foi gratuito e transmitido pela HBO.

4 – Super bowl XXXVI – Show do Intervalo – 3 de Fevereiro de 2003 (New Orleans)

Muitos questionaram a escolha de uma banda não americana para tocar no intervalo do Super bowl logo depois de alguns meses do atentado, mas trazer o U2 a bordo não poderia ser uma decisão melhor. A apresentação teve ‘Beautiful Day’, ‘MLK’ e ‘Where The Streets Have No Name’ e foi acompanhada por um tela mostrando os nomes das vítimas. Eles conseguiram aproveitar a emoção do jogo, reconhecendo a dor que o país ainda sentia – e soou muito bem. A bandeira na jaqueta de Bono também foi algo tocante.

3 – Ao vivo embaixo da Ponte do Brooklyn – 22 de Novembro de 2004 (Brooklyn, Nova York)

Para promover o lançamento do seu álbum ‘How To Dismantle An Atomic Bomb’, o U2 foi às ruas de Nova York. Em um dia eles gravaram um vídeo para a música ‘All Because of You’ e então fizeram uma apresentação surpresa de graça para os fãs embaixo da ponte do Brooklyn. Embora o show tenha sido um golpe publicitário, parece como uma carta de amor à cidade. Honestamente, o U2 poderia ter escolhido qualquer cidade, de qualquer país (com menos dificuldades logísticas) para promover o álbum, mas eles escolheram Nova York. Um lugar que há poucos anos antes estava limpando os restos de um violento ataque terrorista. O fato do U2 se sentir ‘seguro’ o suficiente para rodar pela cidade em cima de um caminhão e os fãs serem fortes o suficiente para ficar no meio da multidão, mandou uma mensagem bem clara para qualquer um que tenha duvidado de que os nova-iorquinos tivessem habilidade de saltar para trás. O tempo de viver com medo já havia passado finalmente e este show (televisionado para todo o mundo) ajudou a mostrar isso.

2 – Re-abertura do Superdome – 25 de Setembro de 2006 (New Orleans)

Organizado pelo The Edge para beneficiar o Music Rising, uma organização de caridade co-fundada por ele para “resgatar a cultura musical da região do Golfo Central dos Estados Unidos da destruição causada pelo furação devastador em 2005, substituindo os instrumentos perdidos ou destruídos no dilúvio”, o U2 e o Green Day se uniram para ajudar na re-abertura do Superdome. A estrutura tinha sido usada como abrigo público durante o furacão Katrina, sofrendo grandes danos. Em vez de demolir o estádio, os oficiais decidiram repará-lo. O primeiro jogo com a estrutura reformada foi entre New Orleans Saints e Atlanta Falcons. U2 e o Green Day fizeram uma apresentação emocionada de ‘The Saints Are Coming’. A recepção foi estrondosa e o single virou sucesso, arrecadando fundos para o Music Rising e dando indicações de Grammy às duas bandas.

1 – America´s Tribute to Heroes – 21 de Setembro de 2011 (Londres, Inglaterra)

Apenas dez dias após os atentados de 11 de setembro, a indústria do entretenimento se reuniu para arrecadar fundos para as vítimas e famílias, incluindo os bombeiros e policiais que ficaram perdidos ou se machucaram. Em um palco à luz de velas, artistas notáveis de vários gêneros musicais tocaram em nome dos Estados Unidos. Depois da introdução de ‘Peace On Earth’, Bono apenas disse “Olá, de Londres”. De lá, o público viu uma das apresentações mais tocantes de ‘Walk On’, que foi seguida de ‘Hallelujah’. Eles estavam acompanhados de Dave Stewart, Natalie Imbruglia e Morleigh Steinberg.

UltraViolet-U2 no Twitter: https://twitter.com//ultravioletu2
UltraViolet-U2 no Facebook: https://www.facebook.com/UltravioletU2Brasil

Comentários

Não há comentários.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet