Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

23 junho 2012 23:04

por: febottini

Shows especiais sempre entram pra história. E o show em Glastonbury, na Inglaterra, foi mais uma grande performance do U2, que marcou sua carreira.

Há um ano, boa parte dos fãs do mundo inteiro, se não estavam ‘in loco’ com os pés na lama, com certeza estavam acompanhando a transmissão pela TV ou pela internet. Mesmo assistindo a cobertura pela BBC, à distância, pudemos perceber a grandeza deste show. Além disso, vimos como era importante para o próprio U2 também.

A energia da multidão sem fim, acenando as bandeiras coloridas ajudou a montar o cenário perfeito. Mesmo algumas faixas sendo em protesto em relação aos pagamentos dos impostos da banda, isso não atrapalhou a festa. E nem a chuva que caiu constantemente. Parece que há uma lenda que em todo festival tem que ter chuva e lama, e isso não faltou em Glastonbury.

Mas acredito que a expectativa do U2 chegou a ser maior até do que do próprio público. A apresentação da banda estava marcada para 2010 e teve que ser cancelada após Bono se machucar durante os ensaios da turnê 360º e sofrer uma cirurgia de emergência na coluna. A frustração foi grande. E por isso, o show em 2011 ganhou uma ansiedade maior, uma ampla carga de adrenalina. Todos esperavam por este momento.

Com certeza, este show vai ficar por muito tempo na memória dos fãs, como o de Red Rocks e Live Aid. O U2 tocou 19 músicas, de 8 álbuns diferentes, passando por trinta anos de grupo. Esta foi a primeira apresentação fora dos palcos da turnê 360º, em dois anos. Apesar do tempo ruim e de algumas críticas, o show foi classificado como sendo um triunfo.

Seguindo a tendência que a turnê 360º tomou com o tempo, o show de Glastonbury abriu com várias músicas do Achtung Baby e até foram usados alguns daqueles mesmos efeitos visuais no telão, da época da ZOO TV. Os grandes hits não ficaram de fora, desde os primeiros sucessos do início de carreira e tiveram grande destaque. Do mais recente álbum, ‘No Line On The Horizon’, apenas duas músicas foram tocadas. Além disso, Bono introduziu versos da canção ‘Jerusalem’ e de músicas do The Clash, The Beatles e Coldplay.

Confira o set list completo: Even Better Than The Real Thing, The Fly, Mysterious Ways, Until The End Of The World, One, Where The Streets Have No Name, I Will Follow, I Still Haven´t Found What I´m Looking For, Stay (Faraway, So Close), Beautiful Day, Elevation, Get On Your Boots, Vertigo, Sunday Bloody Sunday, Bad, Pride (In The Name Of Love), With Or Without You, Moment of Surrender, Out Of Control.

Antes da apresentação, Bono chegou a dizer que este seria um show fora da zona de conforto do U2 e que nem todo mundo estava certo de que eles seriam a opção certa para a abertura do festival. Mas o U2 passou no teste, ganhou a noite e o público em geral.

Claro, a ansiedade era visível. Em entrevista à BBC, depois do show, Bono confessou que “queria vomitar. Sempre que me vir cheio de atitude, quer dizer que estou apavorado. Pensei que iria vomitar no canto do palco.”

Larry, nesta mesma entrevista à BBC, comentou também que estranhou muito o fato de ter o plateia tão distante e que preferiria uma aproximação maior dos fãs. Realmente, a banda não está mais acostumada com tanta distância. E eu diria que nós, fãs, também não estamos.

O The Guardian elogiou a performance do U2 e a classificou como memorável. “Out Of Control era um lembrete de quando eles eram desconhecidos e tinham tudo pra provar. Depois de trinta anos, em um terreno desconhecido, eles chegam com uma fome feroz e esse sentido de urgência e – até com uma pitada de nervosismo – um pouco do triunfo que faz com que esse seja um set tão carregado e memorável.”

O The Sun escreveu: “O U2 fez chover uma verdadeira tempestade em Glastonbury. Um show memorável, apesar da chuva”.

O Metro, de Londres, disse: “O U2 nunca falhará com um set cheio de grandes sucessos e o legado de sua carreira foi igualado na medida por uma fase sem paralelo que nunca foi visto antes em Glastonbury.”
The Belfast Telegraph falou: “A performance de estreia do U2 em Worthy Farm se transformou em um triunfo.” The News of the World escreveu: “Como era a primeira vez deles em Glastonbury, alguns críticos questionaram se a banda iria fazer a escolha certa das músicas. Mas a mistura de seus clássicos – Beautiful Day e One – com algumas faixas do último álbum ‘No Line On The Horizon’ todas receberam os aplausos.”

UltraViolet-U2 no Twitter: https://twitter.com//ultravioletu2
UltraViolet-U2 no Facebook: https://www.facebook.com/UltravioletU2Brasil

Comentários

Fantastico…sou fã de carteirinha deste show. Lembro do dia acompanhando pela Internet e vibrando a cada canção.Inesquecivel.

Um ano… já???????
Lindo texto… show perfeito! ;D

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet