Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

20 abril 2012 12:17

por: followerU2

Aung San Suu Kyi e o U2

2 comentários
1207 visitas
Matérias

Ontem ao conferir algumas notícias pela net, encontrei esse artigo no portal Último Segundo, com a manchete: “Líder da oposição Suu Kyi visitará Europa após 24 anos em Mianmar”.

Copiando os primeiros parágrafos do artigo:

A recém-eleita deputada birmanesa Aung San Suu Kyi, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz, viajará para fora de Mianmar pela primeira vez em 24 anos, depois de aceitar convite para visitar a Noruega e o Reino Unido em junho, informaram assessores dela nesta quarta-feira.

A viagem é mais um desdobramento de meses de dramáticas mudanças em Mianmar, incluindo a histórica eleição parlamentar parcial no início de abril na qual ela conquistou um assento no Parlamento, após quase cinco décadas de opressivo regime militar.

Durante a viagem, Suu Kyi irá à cidade britânica de Oxford, em cuja universidade estudou nos anos 1970, informou o porta-voz de seu partido, a Liga Nacional pela Democracia, Nyan Nin. Em Oslo, Suu Kyi receberá seu Prêmio Nobel da Paz concedido em 1991. Nyan Nin disse não saber ainda a data exata da viagem nem qual país ela visitará primeiro.

Ela fará seu discurso do Nobel no Grande Hotel de Oslo”, onde ocorre todos os anos a tradicional cerimônia de entrega do Prêmio Nobel da Paz, informou o diretor do Instituto Nobel encarregado pelos eventos, Sigrid Langebrekke.”

O artigo completo pode ser lido no link abaixo: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2012-04-18/lider-da-oposicao-suu-kyi-visitara-europa-apos-24-anos-em-mianma.html

Imagino que um encontro entre Aung San Suu Kyi e os integrantes do U2, que tanto a admiram, deva acontecer, finalmente. Ao que me consta, eles nunca se encontraram pessoalmente, mesmo tendo sido agraciados juntos com o prêmio Freedom of Dublin em março de 2000, há pouco mais de 12 anos atrás.

No U2 By U2 é o Edge quem conta sobre como ficaram sabendo dessa mulher admirável e sua luta pela democracia e liberdade do povo de seu país, governado por uma cruel ditadura. Está na página 295, segue o trecho da tradução colaborativa divulgada no fórum da UV:

EDGE: Realmente foi uma grande honra receber o Freedom of Dublin City. E na mesma cerimônia, uma acadêmica birmanesa chamada Aung San Suu Kyi foi homenageada na sua ausência. Eu particularmente, não tinha ouvido falar nela antes, mas fizemos um grande esforço para descobrir quem era ela. E foi aí que nós aprendemos a incrível história dessa acadêmica birmanesa baseada na Universidade de Oxford na Inglaterra, que sentia que deveria voltar para Burma para se opor ao brutal regime militar no seu país, mesmo sabendo que estaria arriscando a sua vida e deixando o seu marido e a sua família pra trás. Ela se tornou líder da National League for Democracy (Liga Nacional para Democracia) e, apesar de ter sido presa e mantida isolada por anos, ela conseguiu mais de oitenta por cento dos votos nas eleições democráticas de 1990 em Burma. Ela tem sido mantida numa prisão virtual desde então. Ela se tornou o assunto da nossa música ‘Walk On’.”

A partir daí, começou a ligação e o apoio do U2 com a causa da libertação de Aung San Suu Kyi, e da democracia em Burma, ou Mianmar. Essa ligação atingiu seu auge na 360 Tour, onde mais de 7 milhões de fãs e admiradores que assistiram aos shows da turnê foram expostos e educados sobre ela e sua causa, e também sobre a Anistia Internacional, organização apoiada pela banda desde os anos 80. A última leg da turnê contou com um video gravado por Aung San Suu Kyi que introduzia o primeiro encore do show. Nesse link do U2.com, ficamos sabendo como esse vídeo foi gravado, quando ela ainda estava em prisão domiciliar em Burma: http://www.u2.com/news/title/after-many-years/

Ao final das gravações do video, ela mandou uma mensagem de agradecimento ao Bono, dizendo: “Muito obrigada por tudo o que vocês fizeram por nós, e o que realmente temos que fazer é nos encontrarmos algum dia. Eu espero que logo vocês possam vir a Burma, e fazer um grande e vibrante show para celebrar a democracia em Burma.” 

Enfim, será que esse encontro vai finalmente acontecer? Será que eles estarão em Oslo, para prestigiar o discurso de aceitação do Nobel que ela fará, 21 anos depois de ter sido contemplada com o prêmio? Com certeza será um encontro emocionante, que eu sinceramente espero que aconteça.

Abraços,
 MT

Comentários

Será? Eles falam dela há tanto tempo. Ela deve saber disso e não é possível que não queira agradecer.

Confesso que torço muito pra que este encontro aconteça logo.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet