Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

3 abril 2012 21:05

por: febottini

Você se lembra que dia é hoje? Pois é, hoje é 4 de abril. E todos os fãs do U2 já cantaram muito sobre este dia. “April 4, shot rings out in the Memphis sky” são versos da canção “Pride (In the Name of Love) e faz referência ao dia da morte do reverendo Martin Luther King.

Martin Luther King era pastor protestante e se tornou um ativista político e líder do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, e também um defensor da campanha de não-violência e amor ao próximo, pelo mundo.

Bono conta que estava no Havaí, trabalhando em algo sobre o presidente Ronald Reagan. Ele já tinha até o título “Pride” na mente. Mas não estava funcionando. Depois de visitar o Peace Museum, em Chicago, a banda ficou impressionada com uma exposição dedicada ao Martin Luther King, que foi brutalmente assassinado em 4 de abril de 1968. Foi aí que Bono achou que poderia escrever uma música completamente diferente.

“O centro da música é uma série de imagens que têm o sentido de fotos granuladas enviadas de volta da linha de frente da resistência: “One man caught on a barbed wire fence/One man he resist/One man washed up on an empty beach/One man batrayed by a kiss.” Não há nenhuma indicação que Bono havia abandonado suas crenças religiosas, mas as referências são mais sutis aqui e há uma noção básica das contradições que cada vez mais qualificam o fervor que October tinha revelado”.

Assistam a esta emocionante apresentação de “Pride” durante a turnê ZOO TV, com direito a discurso do próprio Martin Luther King:

Outra canção que faz parte do mesmo álbum e que também é dedicada ao Martin Luther King é “MLK”. A música fecha o disco como uma maravilhosa canção de ninar, que fala de confiança, reconciliação e principalmente esperança.

““The Unforgettable Fire” tinha sido cunhado como uma frase para descrever o terror do Holocausto. No entanto, o U2 já tinha visto outro significado nela. Assim como ‘Pride’ pôde ser concebida como uma canção sobre Ronald Reagan e escrita sobre Martin Luther King, foi possível atribuir outro sentido a uma frase que tocou na imaginação de Bono. Fogo, paixão, crença, eram coisas sobre as quais o U2 havia escrito, coisas para as quais eles tinham dedicado sua música. Elvis Presley tinha acendido um fogo que ardia ainda. Então, também havia Martin Luther King. Com ‘MLK’, ele se tornou o herói de “The Unforgettable Fire”, o homem cuja memória foi evocada no final para aliviar a ansiedade que tinha crivado o álbum e que tinha se insinuado ao U2 cada vez mais conforme a gravação havia progredido (…) “Sleep, sleep tonight/And may your dreams/be realised”, Bono cantou, e foi feita para ser cantada por milhares de pessoas unidas em um gesto de comunhão. ‘Aquelas pessoas que estavam lutando pelos direitos civis’, Bono comenta, ‘elas entenderam a música melhor do que entenderam “Pride”, que era uma música de rock and roll. Elas entenderam o tributo’”.

Citações retiradas do livro “U2 – Into The Heart”

Comentários

Não há comentários.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet