Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

4 julho 2011 03:42

por: Márcio Guariba

Na última Rolling Stone, Adam e Edge deram uma entrevista também falando sobre a ‘360’ e o próximo trabalho;

Rolling Stone; “Há um número substancial de canções de “No Line On The Horizon”, mas não é mais uma “No Line Tour”.

Adam; “Sim, é uma pena. Gostaríamos de tocar mais material desse álbum. Teve boas críticas e tem coisas fantásticas alí, porém, não tem sentido em insistir em canções que as pessoas não entendem. Não ‘pegou’. E agora, são canções velhas. O single não funcionou, e quando isso acontece, não tem jeito de o disco pegar.

Rolling Stone; “A essa altura, a turnê já deveria ter terminado. Nada saiu como planejado?”

Adam; “Não pudemos fazer nada com relação a isso. Bono se machucou muito seriamente. Neste momento, não havia o que se fazer. Estava sendo operado, há exatamente um ano atrás. Até trabalhamos em material novo durante esse período, porém não tívemos tempo para retrabalhar nelas após isso. Por isso que não acredito que um disco novo saia esse ano”.

Rolling Stone; “Deve ter sido um alívio dizer ‘Ano que vêm’. Como tomaram essa decisão?”

Adam; “Trabalhamos muito em janeiro, com Danger Mouse, em Nova York. Logo após, tivemos uma reunião para definir o cronograma e vímos que não tinhamos mais tempo livre esse ano para trabalhar no material. Honestamente, todos estávamos desiludidos, porque acredito que seria fantástico ter algo novo ainda esse ano. Não foi a minha decisão atrasar o lançamento, porém, era a mais sensata”.

Rolling Stone; “Paul McGuinness disse que a idéia de um novo álbum foi prejudicada pelo Homem-Aranha”…”

Adam; “Bom, acredito que sim. Mas quando decidímos não lançar um novo disco, não tínhamos muita idéia do que estava acontecendo com o musical. Quando tudo enrrolou, Bono e Edge tiveram que despender muito tempo com ele”.

Rolling Stone; “Você tem alguns créditos nas canções?”

Adam; Acho que sim. Não sei ao certo.

Rolling Stone; “Ficou chateado por ter sido um trabalho solo deles?”

Adam; “São meus sócios musicais e tem todo o direito de fazer algo que os agrade, e espero que dê tudo certo. Os apoio incondicionalmente.”

Rolling Stone; “De ter sido frustrante que isso tenha impedido um novo álbum…”

Adam; “Não havia outra opção. Somo unidos. Isso passará…”

Rolling Stone; “Vocês tem “Songs Of Ascent”, as gravações com Red One e em algum momento, se falou  de uma versão U2 para as canções do musical. Não é meio estranho o fato de tantos discos ‘fantasmas’  estarem por aí e nenhum ser lançado?”

Adam; “Acho isso bom, conceitualmente, para que Bono se foque, porque como escritor ele precisa de cenários, mas acho que quando tudo estiver finalizado, saberemos.”

Rolling Stone; “Então, para você, não estão trabalhando em discos diferentes, e sim, na música. E quando descobrirem qual é a melhor…”

Adam; “Exatamente. E o material de “Songs of Ascent” está no meio disso…”

Rolling Stone; “Seria estranho lançá-lo agora, certo?”

Adam; “Não estou convencido de que é a próxima coisa a se fazer. O trabalho que fizemos com Red One foi muito emocionante. Porém, novamente, não estou seguro que tenha a essência do que o U2 faz melhor. Apesar de sermos muito ‘elásticos’, podemos fazer muitas coisas diferentes, mas acho que devemos voltar a essência da banda. Creio que é o que nós e as pessoas querem. Devemos nos focar no que fazemos de melhor, e o trabalho que fizemos com Danger Mouse é isso. Estamos muito curiosos. Queremos fazer música pop, e o que fizemos com RedOne não é a mesma coisa.

Rolling Stone; “Vão descansar quando a turnê acabar?”

Adam; Estamos dizend que descansaremos agosto e setembro inteiros. Em outubro ou novembro, começaremos a pensar sobre o material. Porém, provavelmente, não faremos muito. Diria que em fevereiro é mais provável…”

Rolling Stone; “Como se sente com relação ao futuro da banda?”

Adam; Não podemos fazer suposições quando falamos de saúde. Estamos chegando a esse ponto. É uma vida dura e cansativa, mesmo que não pareça. Tem que se estar focado e determinado a manter a forma pra continuar fazendo. Penso que todos nós vamos dar uma respirada depois dessa turnê, e ai, em dois ou três anos, poderíamos fazer de novo. E temos as mesmas perguntas na cabeça; “Querem tocar em estádios?”, “Não!”; “Em arenas, então?”, “Sim! Queremos…”, porém, em arenas demora muito mais, tem que se fazer mais shows por cidade. Em estádios, em dois verões fazemos tudo. Esse tipo de debate volta a tona…

Rolling Stone; “Não seria possível lançar um disco e não fazer uma turnê?”

Adam; “Claro, quando fazemo um disco, fazemos uma turnê. Penso que um depende do outro. Acho que não faremos outra turnê em estádios, mas não sei. Se o disco pegar de uma certa forma, acho que faríamos. Então, temos que trabalhar as coisas. Adoro arenas. São muito mais fáceis…”

Rolling Stone; ‘Consegue se imaginar fazendo outra coisa daqui a 20 anos?”

Adam; “Pouco provável, mas, quem sabe…”

Rolling Stone; “10 anos então?”

Adam; “Sim, posso imaginar mais 10. Nunca diga nunca… Acredito que o Rock’N’Roll mudará muito. Acho que será mais difícil atuar com 65 anos. O tipo de música que Leonard Cohen faz agora, parece possível. Agora, uma banda de rock… Só os Stones!”

Agora, The Edge;

Rolling Stone; “Faltam dois meses para o final da ‘360’. Qual a ‘missão’ deste últimos shows?’

Edge; “Queremos ‘finalizar’ o show. Queremos levar ao lugar que queremos. Acredito que nos últimos swhos conseguimos abrir completamente a turnê. Creio que Dylan escreveu ‘Se não está ocupado nascendo, se está morrendo’, e este show wstá nascendo, mesmo depois de tanto tempo”.

Rolling Stone; “Adam disse que vocês estão em um ponto onde é impossível imaginar outra turnê. Não conseguem colocar na cabeça o começo de outra.”

Edge; “Acho que deva demorar um pouco para alguém começar a pensar nisso. Estou certo de que da próxima vez, será bastante diferente. E confio que será. Realmente há um indício nesse momento.

Rolling Stone; “Não faz muito tempo que desistiram da idéia de lançar um álbum antes destes shows finais…”

Edge; “Sim. Acho que até poderíamos ter um novo disco no começo do ano, mas pensando racionalmente, vejo como Bono; No próximo outono.”

Rolling Stone; “Ví muitos shows do início da turnê, e agora, parece que está totalmente diferente!”

Edge; “Sim, mudou muito, principalmente com algumas canções que só entraram agora. Existe um momento que o show chega no ponto máximo, e equando isso acontence, precisamo de algo novo. Se começa a ficar repetitivo para nós, ficamos chatos. Não podemos ficar estáticos no processo.”

Rolling Stone; “Como foi lidar com todas as críticas negativas ao musical “Spider-Man”?”

Edge; “Não me importo muito com as críticas. Neste ponto, éramos sócios minoritários e compositores, e não diretores ou produtores. Realmente, não tivemos muita responsabilidade quando as coisas saíram do controle. Ainda acho que era um bom show, mas não era grandioso. Não funcionava como história. Tinha alguns aspectos incríveis, mas alguns jornalistas disseram que era um dos piores espetáculos da história da Broadway, e acho que não há sentido nisso. Mas estava onde deveria estar? Não. Sendo assim, não tenho nenhum problema com as críticas negativas, só estávamos furiosos com o fato de todas terem saído praticamente no mesmo dia, o que criou algumas dúvidas…”

E em um vídeo, postado no site oficial U2.COM, Edge falou um pouco mais sobre o álbum;

Comentários

Diógenes Holy Joe

Maravilhoso quando o Adam fala: “somos unidos” Tá aí a  essencia da banda! Sim, são uma empresa, mas além de tudo, amigos!

Quando li essa entrevista no site da Rolling Stone ontem pensei “parece que o Pop não está mais solitário, ganhou a companhia do NLOTH…”. Me refiro às declarações do Adam sobre o No Line On The Horizon. Na verdade acho que ele foi certeiro ao ponto, ao deixar claro os motivos pra não tocarem mais tantas músicas dele na turnê: porque o disco não pegou, as pessoas não entenderam. Lembro de discussões intermináveis sobre o Pop nessa mesma linha, por isso estou fazendo essa comparação. Enfim, pelo menos ele colocou tudo em pratos limpos, pelo menos no meu ponto de vista. Agora é bola pra frente.
Sobre uma possível nova turnê em arenas, eu acho ótimo. Assisti à Vertigo Tour no Air Canada Centre, em Toronto, e foi muito bom, em todos os sentidos, vê-los bem de perto, com conforto e segurança. É só se programar e viajar.
MT

bom ..pareçe que o foco ta mesmo em uma próxima turnê em arena…vou gostar muito , é muito bom vê-los unidos, mas imagino que o Adam deve ter ficado um pouco chateado com  o muito tempo gasto de Bono e Edge no espetáculo  spider man , quando ele diz: vai passar….

É mais arroz-feijão do que parece: O Adam não poderia manifestar descontentamento, até porque a trilha do Homem-Aranha sempre esteve passos à frente em relação ao material paralelo produzido pela banda. Ocorreu um imprevisto com o Bono no meio de tudo, e aí bagunçou o planejamento.
Sobre turnê em arenas, não tenho opinião formada. Só vi o U2 em estádios, me parece estranho ver a banda em um local fechado. Só vi em sonhos e o ingresso custava 25 dólares mostrando a língua

Eu gosto das entrevistas do Adam , ele é mais direto, não fica enrolando como o Edge e Bono. =P Agora ficou tudo claro pra mim, Danger Mouse é excelente, foi um alívio saber que vai ser ele o produtor e não o David Guetta. Quanto a próxima turnê, é começar salvar dinheiro desde já!!! O que acho estranho é eles falarem que querem um próximo disco pop enquanto partem pra uma turnê em arenas…

Fico um pouco entristecido quando eles relacionam a criação do álbum como produto pop.
Eles deveriam ter aprendido com o NLOTH, quando lançaram uma música pop (e descartável) como carro-chefe do disco.
Acho que foi esse o grande erro: lançar “Get On Your Boots”.
NLOTH tem músicas lindíssimas que não deveriam ser esquecidas.

Bem legal a matéria….mas confesso que deve ser foda criar albuns e ver que nos shows a galera quer mesmo as antigas ou de ver que o povo “esfria” com as novas…enfim….mas, achei demais a sinceridade e a espontaneidade em assumirem isso…raros hoje em dia onde ficam jogando desculpas e mais desculpas…”não deu certo e pronto, vamos pra próxima”…assuma!!! Isso é muito legal…

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet