Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

8 junho 2007 09:33

por: followerU2

Fonte: Terra

O G8 prometeu na sexta-feira gastar 60 bilhões de dólares no combate à Aids e a outras doenças fatais que atingem a África, mas ativistas reclamaram que as potências mundiais reservaram poucas verbas novas para os pobres. Entre as vozes que criticaram a medida, está a do músico irlandês Bono, da banda U2. A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e líderes de cinco países africanos descreveram o acordo como uma conquista da reunião de três dias, da qual resultou também uma declaração, divulgada na quinta-feira, sobre um comprometimento com a redução das emissões de gases do efeito estufa. “Estamos cientes de nossas obrigações e desejamos cumprir as promessas que fizemos. E vamos fazer isso”, afirmou Merkel.

Ativistas da área reclamaram que os países ricos haviam descumprido a promessa de duplicar a ajuda ao desenvolvimento, promessa essa feita na cúpula do G8 de 2005, em Gleneagles (Escócia). Os mesmos ativistas não se mostraram impressionados com as declarações de sexta-feira que, segundo eles, apenas reafirmavam as promessas de dois anos atrás.

Os líderes dos países-membros do G8 disseram que gastarão ao menos 60 bilhões de dólares para combater a aids, a malária e a tuberculose, doenças que devastaram países africanos e suas economias. Mas a declaração não estipula um cronograma específico, limitando-se a afirmar que o dinheiro será enviado “ao longo dos próximos anos”. E nem identifica os países individualmente ou quanto dessa quantia já havia sido prometido.

Estou indignado”, afirmou o músico Bono, ativista da luta contra a pobreza. “Acho que essa é uma linguagem deliberada de ofuscamento. Isso é algo feito intencionalmente para nos enganar.” Na semana passada, o presidente dos EUA, George W. Bush, anunciou planos para dobrar os gastos norte-americanos com a luta contra a Aids, para um total de 30 bilhões de dólares em cinco anos, uma soma incluída na cifra de 60 bilhões citada pelo G8. Bush deixou de participar de algumas das sessões matinais da cúpula devido a um problema estomacal, mas regressou aos encontros horas depois. A agência britânica de ajuda humanitária Oxfam disse que o G8 havia ficado aquém das promessas feitas em Gleneagles.

Não podemos ficar iludidos com as cifras astronômicas. Os 60 bilhões de dólares significam no máximo um aumento de 3 bilhões de dólares na ajuda prometida até 2010”, disse um membro do grupo. Steve Cockburn, do grupo Campanha Detenham a Aids, afirmou que a promessa ficava aquém das metas impostas pela Organização das Nações Unidas (ONU) e segundo as quais os países do G8 deveriam reservar anualmente, até 2010, 15 bilhões de dólares para a luta contra a doença. A declaração feita na sexta-feira indica que os membros do G8 gastarão 12 bilhões de dólares por ano para enfrentar as três doenças.

Comentários

Não há comentários.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet