Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

5 outubro 2006 07:35

por: followerU2

Fonte: Agência Estado

Algumas coisas na vida necessitam de paciência e devoção. Podem levar anos para serem transformadas em algo físico, mas nunca perdem sua preciosidade em nossa memória afetiva. Desde que o formato DVD se popularizou em todo mundo, a expectativa de cada fã do U2 era para que o concerto de Sydney, Austrália, de 1993, fosse materializado no formato digital. A versão em VHS já não exercia o mesmo fascínio de quando lançada. Onde foram parar os extras, a imagem e som remasterizados? Calma. Finalmente, após esperar por mais de 10 anos, “Zoo TV – Live from Sydney” pode repousar confortavelmente na coleção de DVDs da sua casa. Se não podemos usufruir ainda de uma máquina do tempo capaz de nos levar de volta ao passado, assistir à melhor, maior e mais emocionante turnê de todos os tempos – em nossos aparelhos de TV – já pode nos fazer cortar pela metade a quantidade de Prozac ou de qualquer antidepressivo popular.

Bono é o diabo

Com o propósito de apresentar os álbuns “Achtung Baby” e “Zooropa” (durante a turnê) ao mundo, a banda de Dublin resolveu radicalizar. Muito antes de colher seus limões na “Popmart Tour” (entre 1997 e 1998), o U2 arquitetou um palco com diversas TVs gigantescas, carros dependurados como móbiles iluminados, cenografia de primeira e figurinos idem. Bono se travestia de mosca em “The Fly”, no diabo MacPhisto em “Lemon” e “Daddy´s Gonna Pay for Your Crashed Car” e em toda apresentação levava seu cinismo ao topo da escala degenerativa. Uma chuva de dinheiro era distribuída ao público como uma forma de comprar suas tolas almas, por exemplo. Nos concertos, Bono tentava ligar à Casa Branca para falar com George Bush (pai), então presidente dos EUA. Com diversas TVs espalhadas pelo palco, o vocalista trocava de canal como costumamos fazer em casa. Comentava as notícias de forma jocosa, armava jogos com a platéia, dominava o mundo.

Bowie e Berlim

O lançamento de “Achtung Baby”, em novembro de 1991, não só recolocou o U2 nas paradas como conseguiu levar os quatro rapazes de Dublin novamente à vanguarda da música pop. Depois de uma turnê estafante finalizada no início de 1990, Bono e cia. decidiram se trancar no Hansa Studio, o mesmo em que David Bowie produziu sua famosa trilogia no final dos anos 70. Uma sonoridade moderna, cortante, mas tão melódica como nas melhores fases de “Joshua Tree” (1987) e “War” (1983) fez nascer a gênese da música pop na década de 90. Transferir aquilo para o palco em novos clássicos como “Mysterious Ways”, “Until the End of the World” e “One” necessitaria de uma estrutura de causar inveja à Nasa. Pois é justamente o que aconteceu com a turnê de “Zoo TV”, que além de marcar o mundo como a mais absurda de todos os tempos, fez nascer, em suas passagens de som e viagens pelas estradas da vida, o álbum “Zooropa”, de 1993.

Comentários

Não há comentários.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet