Music can change the world because it can change people.

Bono

ULTRAVIOLET-U2 Brasil

você está em
Notícias

Voltar
lista de notícias

12 janeiro 2003 12:46

por: Mirrorball

LONDRES, 12 jan (AFP) – O cantor do grupo Bee Gees Maurice Gibb, de 53 anos, morreu esta manhã anunciou sua família, em comunicado recebido em Londres.

Gibb foi internado na sexta-feira em Miami (Flórida, Sudeste dos Estados Unidos), em caráter de urgência, depois de passar mal em casa e teve que ser operado de uma oclusão intestinal. Ele sofreu um ataque cardíaco.

É com grande dor e pena que temos o triste dever de anunciar a morte de Maurice Gibb esta manhã”, afirma a família no comunicado.

Seu amor e seu entusiasmo e energia vitais são um exemplo para todos nós”, afirma o texto.

Maurice Gibb e seu gêmeo Robin nasceram a 22 de dezembro de 1949 na Ilha de Mann (Reino Unido), três anos depois de seu irmão Barry. O pai, que tocava em um grupo, e a mãe, que era cantora, os estimularam a cantar juntos.

Os três irmãos Gibb formaram o grupo dos Bee Gees em 1958 em Brisbane (Austrália) depois da emigração da família. Em 1977 alcançaram a glória internacional com a música do filme “Saturday Night Fever” (Embalos do sábado à noite).

Suas vozes agudas e inconfundíveis foram sua imagem e a passagem do tempo não afetou sua popularidade.

Entre seus maiores sucessos se acham “Stayin’ Alive”, “How Deep Is Your Love”, “Tragedy”.

Em 1987, depois de vários anos escrevendo para numerosos artistas, desde Barbra Streisand até Dolly Parton, voltaram a encabeçar a lista de discos mais vendidos no Ocidente com “You Win Again”.

Seu último disco juntos, “This Is Where I Came In”, saiu em 2001.

O Bee Gees é considerado um dos mais legendários grupos pop. Vendeu mais de cem milhões de discos em 40 anos de carreira e encarnou a fase discoteca dos anos 70.

Os três irmãos Gibb —Barry o mais velho, com sua barba e seus cabelos compridos, Maurice, semicalvo, e seu gêmeo o imberbe Robin — nunca se separam de sua imagem “seventies” forjada no apogeu de seu femomenal êxito planetário.

Formavam com os Beatles, Elvis Presley, Michael Jackson e Paul McCartney (solo) o exclusivo clube dos grupos ou cantores que mais discos venderam, com 110 milhões de álbuns comercializados.

Um quarto irmão, Andy, fez carreira solo, mas morreu de overdose em 1988 aos 30 anos.

Bono, cantor do U2, disse deles: “Para mim, só existem os Beatles, os Rolling Stones e os Bee Gees”.

Comentários

Não há comentários.

Busca

Assine

Lista de Discussão

Converse com os fãs do U2 por .

Redes Sociais

Facebook Twitter Google Plus RSS

Anúncios

Coloque seu anúncio aqui.

Contribua

Se você tem alguma dica de notícia sobre o U2 que ainda não publicamos, por favor envie-nos um email. O nosso endereço é dicas@ultraviolet-u2.com.

Por favor indique a fonte da notícia e, se houver uma foto que ilustre a notícia, anexe a foto ao seu email.

Nós Apoiamos

GRAAC Conheça mais sobre o GRAAC. Assista o vídeo. Você também pode ajudar. Faça uma doação ao GRAAC.
Ultraviolet