Presidente do Afeganistão é um dos favoritos para Nobel da Paz

Presidente do Afeganistão é um dos favoritos para Nobel da Paz

OSLO, Noruega (Reuters) – O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, ou especialistas em desarmamento dos EUA, podem ser anunciados na sexta-feira os vencedores do prêmio Nobel da Paz em meio a um imenso quadro de nomeados que inclui, entre outros, o presidente norte-americano, George W. Bush, e Bono, do grupo U2.

Se eu estivesse olhando de fora, acho que seria muito difícil apontar um favorito,” disse Geir Lundestad, diretor do Instituto Norueguês do Nobel, no qual se reúne a comissão de cinco membros do Nobel. “A escolha sempre parece óbvia depois,” declarou.

O presidente da comissão, Gunnar Berge, deve anunciar o vencedor do prêmio de 1 milhão de dólares às 11h (6h em Brasília) de sexta-feira. O nome sairá de uma lista de 156 indicados, um número recorde atingido em um ano marcado pelos ataques de 11 de setembro contra os EUA.

O prêmio deste ano pode ir para pessoas tão diferentes quanto George W. Bush, o papa João Paulo 2o ou Fidel Castro (presidente de Cuba),” disse o jornal norueguês Aftenposten, na quinta-feira.

A Organização das Nações Unidas (ONU) e seu secretário-geral, Kofi Annan, receberam o prêmio em 2001, como se previa para o ano em que a premiação completou 100 anos. Os prêmios foram criados por Alfred Nobel, um filantropo sueco e o inventor da dinamite.

Stein Toennesson, chefe do Instituto de Pesquisa pela Paz de Oslo (Noruega), aposta que o senador republicano dos EUA Richarg Lugar e o ex-senador democrata Sam Nunn podem ser escolhidos devido a seus esforços para desmantelar os arsenais nuclear e químico legados pelo colapso da União Soviética.

Karzai poderia ser escolhido por liderar os esforços de reconstrução do Afeganistão após a derrubada do Taliban, no ano passado, em meio a ataques dos EUA.

(Observação: Quem ganhou o Nobel da Paz foi o ex-presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter.)

Os comentários estão encerrados.