The Calling reúne 3 mil fãs em show case paulistano

The Calling reúne 3 mil fãs em show case paulistano

Gislaine Gutierre

Do Diário do Grande ABC

Eles venderam cerca de 1 milhão de cópias de seu primeiro CD, Camino Palmero, já conquistaram disco de ouro no Brasil e têm um trabalho que não é lá essas coisas. Mas quem se importa? Quarta, cerca de 3 mil pessoas, a maior parte adolescentes, lotaram o DirecTV Music Hall, em São Paulo, para assistir a um show case (espetáculo compacto) do The Calling, evento só para convidados promovido pela rádio 89FM.

Antes do espetáculo, a fila para entrar na casa dobrava uma esquina. Sem tumultos. Dentro do DirecTV, histeria coletiva. Um roadie subia no palco e as meninas urravam. Era muita ansiedade para ver os rapazes californianos.

Quando finalmente o The Calling entrou em cena, o que se viu na pista foi um mar de braços e de câmeras fotográficas ao alto, tentando pegar, na base da sorte, o melhor ângulo possível. Nessas horas, para quem estava na pista, valeu a pena ter pelo menos 1,60 m de altura, já que a maior parte dos espectadores tinha estatura inferior.

O set list teve apenas nove músicas. Entre elas, uma inédita, cujo nome nem a produção do show soube confirmar e outra instrumental, Jane, que não consta entre as faixas de Camino Palmero. No mais, hits como Nothing’s Changed, Could it be Any Harder, Wherever You Will Go (o grande sucesso) e Adrienne. E, ainda, um cover de One, do U2.

Em todas, o público participou como se fosse a última do show. E o vocalista Alex Band, o galã da turma, foi dos mais simpáticos. Percorreu todo o palco, de uma ponta à outra, deu a mão para fãs, apontou para outras e mandou beijos. Várias vezes falou com o público e agradeceu aos brasileiros pelo disco de ouro.

Ao final, ninguém arredou o pé do DirecTV. Nem depois que as cortinas se abaixaram e as luzes se acenderam. Uma das que permaneceu no local foi a estudante Laila Mendes da Costa, 16 anos, que dias antes disse ter se fantasiado de drag queen e distribuído preservativos no farol, como “loucura” para ganhar ingressos do The Calling na promoção da 89FM. Sua amiga Natália Vicente Santos, 14 anos, “vestiu-se” de presente e também garantiu seu lugar entre os convidados.

As estudantes Carolina Palhares, 15 anos, e sua amiga Andrele Joana Toledo da Silva, 16, só suspiravam por Alex Band. “Ele é tudo de bom”, disse Carolina. Andrele estava ainda mais eufórica: ainda iria vê-los ontem, em um programa da MTV. Por elas, o The Calling não pararia nunca mais de fazer shows em São Paulo. A gravadora BMG, porém, diz que ainda não há qualquer negociação para trazer a banda de volta ao Brasil.

Os comentários estão encerrados.