Bono defende guitarrista do REM

Bono defende guitarrista do REM

Bono apareceu hoje de surpresa no julgamento do guitarrista do REM Peter Buck e disse que nunca o viu bêbado. Peter Buck está sendo acusado de ter ficado bêbado em um vôo transatlântico e atacado a tripulação da cabine.

Bono testemunhou durante apenas 5 minutos, dizendo que o conhecia há 17 anos e que nunca o tinha visto bêbado ou drogado. Ele afirmou que o guitarrista é “famoso por ser uma pessoa tranqüila”.

Buck, de 45 anos, supostamente criou tumulto a bordo de um vôo da British Airways, de Seattle à Londres, no dia 20 de abril do ano passado. Foi dito que ele derrubou um carrinho de café da manhã, tentou sentar-se ao lado de uma estranha, alegando ser sua mulher, e brigou com os comissários de bordo depois de se embriagar com 15 copos de vinho.

Apesar do guitarrista ter admitido à polícia que “agiu como um idiota de férias” e se desculpado, os advogados do músico estão alegando inocência com relação à embriaguez, agressão e danos à louça da aeronave.

Durante o processo, iniciado em 18 de março, mais detalhes foram revelados. Quando os comissários de bordo se negaram a servir mais álcool ao guitarrista, Buck tentou pegar mais garrafas. Além disso, bateu com extrema força na parede interna do avião.

O promotor de acusação David Bate ainda acrescentou que Buck tentou usar sua identidade como um argumento em sua defesa.

O julgamento prossegue.

Os comentários estão encerrados.